Sinsjusto

Notícias

TJTO responde ofício solicitando horário corrido

O Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins ( TJ-TO) respondeu o ofício encaminhado pelo Sindicato do Servidores da Justiça do Estado do Tocantins (SINSJUSTO) e pela Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça (ASTJ) que requeria a alteração no expediente forense para 7 horas ininterruptas sem alteração de vencimento e/ou, pelo menos, que houvesse a implantação de um projeto- piloto para avaliar produção e economia para o poder judiciário. 

Em resposta ao ofício, no despacho de nº 1475/2019, o presidente do TJTO, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, afirmou que a matéria é objeto de estudo nos  autos do SEI e que o horário corrido implantado no mês de julho serviu de espelho para aferição da economia e da produtividade. 

Ainda no documento o TJTO determina que o requerimento das entidades sindicais seja anexado aos autos do SEI que trata de tal demanda ( 19.0.000020505-5).

O SINSJUSTO vem lembrar que seguirá acompanhando o processo de implantação e continuará buscando que o trabalho em horário corrido se torne uma realidade no poder judiciário tocantinense.