Sinsjusto

Notícias

SINSJUSTO se reune com diretoria do TJTO e apresenta decisões de assembleia

O presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Tocantins (SINSJUSTO), Fabrício Ferreira, juntamente com a vice-presidente do sindicato, Raimunda Valnisa, na companhia do presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça (ASTJ), Carlos Alberto Leal, e a presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado do Tocantins (SINDOJUS- TO) se reuniram na tarde desta segunda-feira, 08, com os diretores geral, financeiro, de gestão de pessoas e a chefe de gabinete do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) para apresentar as decisões tomadas pela categoria em Assembleia Geral ocorrida no último sábado, 06.

O Sindicato buscou uma ponte de negociação para resolver a situação da melhor forma possível. Durante reunião, o presidente do SINSJUSTO, Fabrício Ferreira, fez os encaminhamentos como foram definidos em assembleia e em resposta aos temas apresentados, o diretor geral do Tribunal de Justiça, Jonas Demostenes Ramos, se comprometeu em levar a discussão à presidência do TJ-TO, intermediar a situação e levar as ponderações, de forma que sejam colocadas em lei.

O SINSJUSTO avalia que após essa reunião a classe saiu de um cenário delicado com a administração para um cenário amistoso de negociação.

 “A gente teve um bom diálogo, a diretoria do TJ se mostrou comprometida com o bem do servidor, aberta ao discurso e democrática”, pontuou Fabrício Ferreira. E continuou “estamos dispostos a construir e evoluir na negociação com o Poder Judiciário, mas queremos que sejam preservados os direitos dos servidores e preservação só se dará pela inserção dos dispositivos das proposta em projeto de lei”.

Durante a reunião a gestão respondeu também referente as reivindicações como a implementação do horário corrido, a preservação dos direitos dos servidores, como pagamento da data base e o pagamento do adicional de qualificação. Em resposta a diretoria que a implementação do horário corrido já está em fase de estudos e que o adicional de qualificação (AQ) já está previsto no orçamento, para o mês de novembro.

Assembleia - Na Assembleia Geral Extraordinária do dia 06 de abril, a classe deliberou sobre as ações contra a proposta de alteração da Lei Orgânica do Poder Judiciário (Lei 10/1996) e da Lei 2409/2010 (Plano de Cargos e Carreiras dos Servidores do Poder Judiciário) que busca a extinção das carreiras de oficiais e escrivães e suprimir comarcas.